MENU

Seu Clube viaja junto com você!

Publicada em 25/01/2019

Você que é associado do Clube Recreativo Dores, certamente conhece as inúmeras vantagens oferecidas por nós. Mas talvez não saiba que fazemos parte de um grupo que reúne os clubes mais representativos do País: o Conselho lnterclubes - CI, órgão da Confederação Nacional dos Clubes - FENACLUBES. E quem sai ganhando com isso é você e sua família! Sabe porquê?

Porque todos esses clubes estão integrados no Convênio lnterclubes, criado para que vocês possam frequentar qualquer um deles gratuitamente, com todas as regalias reservadas aos sócios, quando estiverem viajando! Para isso, basta estar em dia com as mensalidades.

Confira abaixo os Clube que fazem parte do convênio:

Alphaville Tênis (SP), Álvares Cabral (ES), Assembléia Paraense (PA), Avenida Tênis Clube (RS), Dom Pedro II (MG), Clube Recreativo Dores (RS), Duque de Caxias (PR), Esperia (SP), Grêmio Náutico União (RS), Iate Clube (DF), Jockey Club (MG), Mackenzie (MG), Mampituba (SC), Minas Tênis (MG), PIC (MG), Recreio da Juventude (RS), Santa Mônica (PR), Sogipa (RS), Thalia (PR) e Tijuca (RJ).

Regulamento:

1. Será permitido aos associados dos clubes integrantes do Intercâmbio Social e Desportivo frequentar as dependências dos demais conveniados, participando das atividades desportivas, sociais e culturais, nas mesmas condições oferecidas aos sócios.

2. Este convênio não é válido para os clubes da mesma cidade e região.

3. Para usufruir o intercâmbio, o associado deverá apresentar-se à secretaria do seu clube, informar o clube que pretende visitar e solicitar o "Selo de Autorização" do convênio, que será anexado à sua carteira social. As carteiras de seus familiares, quando for o caso, também deverão receber o selo.

4. O selo conterá o período de validade e identificação do clube de origem.

5. A autorização também poderá ser obtida na secretaria do clube que o associado deseja visitar, caso já se encontre em trânsito. Também neste caso é indispensável a apresentação da carteira social, para anexação do selo. Neste caso, a autorização deverá ocorrer num prazo máximo de 24 horas.

6. O associado visitante deverá submeter-se aos regulamentos do clube local para participar de qualquer atividade do mesmo.7. Caso a convenção do clube local estabeleça atividades de uso exclusivo do associado, estas estarão vedadas ao visitante, que deverá ser comunicado da restrição.

8. O período de frequência do associado nos clubes de destino está limitado a um total de 30 dias por ano, preferencialmente em períodos de 3 dias cada, excetuando-se o mês de janeiro. Nada impede, no entanto, que esse período seja prorrogado, a critério exclusivo do clube de destino.

9. Qualquer infração disciplinar cometida pelo associado itinerante ou por seus familiares ensejará o cancelamento de sua autorização. 1 O. O associado itinerante estará obrigado a ressarcir o clube de destino por qualquer prejuízo que vier a causar ao mesmo durante a sua permanência.